A GRANDE VERDADE
Ferdinando©
 
O homem está exausto deste mundo...
No nevoeiro fantasma que respira,
E torna a nossa calma uma mentira,
Em apatia, que cava mais profundo!
 
O sol já não dorme sobre a pedra,
Que trazia a água para as fontes,
Os rios magros, olham as pontes...
- Abraçando o prado que não medra!...
 
Os mares vão e voltam numa ira
Como tudo se coloca ou se retira,
Na noite, quando a vida amortece.
 
O tempo irá rasgar o calado mito,
E, nas pesadas horas de granito,
Espera o leito, que todos adormece!
 
Germany 24-03-10