CAI A NOITE... 
Ferdinando© 
 
Entardece o cosmo já sem vida
Na calma de um navio ancorado,
Traja o tempo do dia caminhado
No silenciar da haste já despida.
 
O mistério se vestiu de tentação
Na hora do sonho ser  dourado,
Nas ruelas onde mora o pecado
Vive a loucura vestindo a ilusão!...
 
Assim as horas magoando o tempo
Constróem a sombra em lamento
Nos dias que morrem sem idade...
 
O dia regressa cabisbaixo e triste 
Fingindo novo sol que não existe
Na promessa remota sem verdade!.
 
Germany
23-08-14