CAPA DA MENTIRA
Ferdinando©
 
A mentira mora atraz dos medos
 Na capa da verdade, emudecida....
Mistério onde riem os segredos,
Velados na vertigem da corrida!
 
O teu feitiço feral nos penedos
Rasga inclemente a voz da vida,
Onde vivem gastos sonhos ledos
No longe onde o tempo se retira...
 
És estátua na noite que não fala
Como fraude, adornas-te de gala
E desenhas o porvir numa ilusão.
 
Semeias a desgraça no teu mundo
E, te acolhes em prazer imundo,
Violando a verdade e a razão!
 
Germany 14-03-10