CARTAS QUE NÃO CHEGARAM
®Ferdinando
 
Vivo hoje os sonhos idos do passado,
que magoam na haste débil da idade...
em amarelecido papel, ainda guardado:
- pedaços feitos na minha mocidade.
 
São as recordações, que ainda choram...
horas de ilusão... no baú sempre fechado
onde as juras de amor, ainda imploram
ledo Universo, em fervor por nós jurado!...
 
Hoje somente a saudade habita em mim
e as janelas da noite se fecham para o fim....
caprichosas cartas se esquecem de chegar!!
 
Sou vida! Em gesto de poente em noite fria,
como solitária lembrança que vive fugidia...
convertido cansaço -  Sonho a terminar!-
 
 
Germany 12-03-08