concepçãonovo

CIRANDA- CONCEPÇÃO

NÃO ESQUEÇA O SELO DE PARTICIPAÇÃO

AMIGOS PARTICIPANTES

1 - Ferdinando

2 - Sérgio Guedes

3 - Lígia Antunes

4 - Mary Jenny

5 - Helena Luna

6 - Betty

7 - Yeda Araujo

8 - Marcial Salaverry

9 - Marlene Constantino

10 - Gislaine Canales

11 - Thereza Mattos

12 - Humberto Poeta

13 - Rose Arouck

14 - Armando Sousa

15 - José Ernesto

16 - Cássia Vicente

17 - Renate Emanuele

18 - Edvaldo Rosa

19 - Mifori

20 - Naidaterra

21 - Gaivota

22 - Lúcio Reis

23 - Célia Jardim

24 - Mádi

1 - CONCEPÇÃO
©Ferdinando

Cantando o silêncio das pedras frias como tempo,
velhas como a impávida vida em inquietação fermente
como algemas de tristeza, poderoso decretar da vida
saudades pungentes vestidas em crepúsculos dias.

Mágoas ficadas nas fendas, em rochas salgadas do mar
gritando horas tristes ouvidas em coro no festim das sagas.
Borboleta vadia que bebe a vaga vertigem no entardecer...
cruzadas madrugadas trementes como solidão dos ermos.

Quantas vezes pousei meu olhar no teu regaço apetecido
essa magia que cobria com tinta azulada o velho papel do
tempo que em clamar atrevido falava em ânsia primitiva.

Mágoas dos dias vividos no amanhecer rasgado das horas...
hoje debruçado sobre angústia, indago ainda sorrisos quentes
perdidos nas manhãs sombrias, asqueroso defraudar do tempo!

GERMANY 14.05.07

2 - CORTINA DO TEMPO
 Sérgio Diniz Barros Guedes

Aportei em minhas convicções,
meus pensamentos multiplicaram-se
na madrugada do viver.
Surgiram caminhos de idéias
nas claras opções do mundo.
Novas oportunidades novos desafios
apareceram como se fossem sonhos
correndo ligeiro na dança da ilusão.
É como a saudade que canta
em qualquer lugar,
lenta ou ligeira
pede passagem para voltar.

http://br.geocities.com/sdbguedes

3 - CONCEPÇÃO... ALGUNS RENDADOS
Lígia Antunes

Concepção... espelho de mil faces
no rendado de seus significados
Há faces que estampam só disfarces
e há as que laboram fios lacrados

Concepção... ato de germinar vidas
idealização de sonhos acalentados
Percepção de histórias escondidas
guardadas em corações estilhaçados

Concepção... irredutível condição!
Concebe-se a estrela que sorri
e o manto do céu na escuridão,
retalhos deste véu que recolhi...

Pelotas, RS, BR
27.5.07/ 22h

4 - GERAÇÃO
Mary Jenny

Fantasia exposta no tempo
Olhos desvairados como tristes dias
Sombras enlutadas pela Saudade,
No carpir de olhos magoados sem luz.

Rasgados silêncios no derivar do ser
Solitárias madrugadas sem estrelas
Sol sem calor triste como chumbo
Que vagueia nas madrugadas tristes!

No teu ânimo implantei o desejo de viver
No alicerce da minha fantasia pura,
Vago que se recolhe ainda no meu peito
Nas sombras que habito sem sorriso.

Germany 28-05-07

5 - PASSAGEM DO TEMPO
Helena Luna

Tempo que passa,
com graça esvoaça
por trás da vidraça
e deixa saudade.

Vai eterno mensageiro,
voa, voa bem ligeiro,
contar para o mundo inteiro
quanto vale uma amizade.

Pois o tempo,meu amigo,
escuta, aqui, o que digo,
somente fala a verdade.

6 - AYER
 Betty

Ayer cuando por fin sacié
las ansias de mirarte, mis
ojos se encontraron con
los tuyos, fue tanta la
emoción que los embarga
que al verse con ternura
se besaban.

Ayer cuando por fin toqué tus
manos, sentí como mi cuerpo
te deceaba no fueron necesarias
las palabras, nuestras manos al
tocarte sabian que ya se amaban.

Ayer cuando rodeaba tu cintura
tus labios con los mios se
encontraban, la noche se volvió
por un instante testigo de dos
seres que se amaban.

Ayer cuando por fin pude abrazarte,
sentí como mis ansias se calmaban.
la espera termino y estas conmigo,
¡Te amo! No lo dudes eres la luz
...de mi alma
con todo mi cariño

 besos del alma
Betty

7 - CORAÇÃO MENINO
Yeda Araujo Pereira

Diante de cada desamor, forças ocultas
abrem portas e janelas da alma em desespero
e o coração sai afoito por aí à procura da paz e das certezas
perdidas na desvairada guerra dos amantes...
Quantas vezes, tomado pelo instinto das paixões,
cego...surdo..inconsequente...
este mesmo coração chegou a conceber
 um sonho de felicidade eterna
e criou para si mesmo a ilusão de não perdê-la!
Por certo, não contou suas fraquezas...
espertas...escondidas...
à espreita de um cochilo seu
na travessia mágica do tempo.
Pobre coração conceptivo de tantas idéias inocentes!
Ainda que tenha muitos anos, será sempre menino...
descuidado...frágil...persistente...
pronto para errar
muitas e muitas outras vezes!

yedaap@hotmail.com
Pelotas/RS/BR

8 - AMIZADE AMOROSA
Marcial Salaverry
 
Você quer ter uma amizade amorosa?
É preciso saber ser amigo, certamente...
É preciso saber respeitar a palavra "Amizade"..
Porque a amizade é coisa
mais importante de nossa vida...
É preciso também, saber amar as pessoas...
Não é simplesmente o amor,
porque é muito fácil amar-se alguém...
É preciso saber viver o amor amizade,
o amor que, não importa como,
será a coisa mais importante de nossa vida...
Portanto amigo, é assim que são as coisas...
Não é possivel viver um amor amizade,
sem "saber viver"...
É importante, principalmente, saber dialogar...
Primeiro ouvir, e depois falar...

 AMITIÉ AMOUREUSE
Marcial Salaverry
 
Voulez-vous avoir unne amitié amoureuse?
Il faut savoir être ami, bien sur...
Il faut savoir respecter le mot "amitié",
car l'amitié est la chose la
plus important dans notre vie...
Il faut, aussi, savoir aimer les gens...
N'est-ce pas simplement l'amour,
car il trop facile aimer quelqu'un...
Il faut savoir vivre l'amour amitié...
L'amour qui, n'importe quoi,
sera la chose plus important de notre vie...
Donc, l'ami... c'est comme ça qu'on voit les choses...
Il n'est pas posible vivre un amour amitié,
sans "savoir vivre"...
Il faut, surtout, donner la chance du dialogue...
Entendre d'abord, et aprés parler...

9 - CONCEPÇÃO
*Marlene Constantino*

Dispo-me das vestes umedecidas,
rasgando o peito, trocando a pele
rompendo laços, firmando passos
no tênue lacre a conceber-te vida.
 
O meu telhado de vidro reflete o azul,
a minha eternidade resplandece a luz,
a minh'alma modelando-se no tempo
vaga no meu coração a receber-te alegria.
 
Universo fértil, sementes de espíritos,
inteligência concebida, vale de intuição..
eu te permito e concebo nos meus dias,
os sinais tatuados no meu eterno renascer.
 
^A^¤Söl*®
Brasil - 29/05/2007

10 - DESEJO...
Gislaine Canales
MOTE:

 Desejo estar em teus braços,
poder sentir teu calor,
e entre mil beijos e abraços,
sussurrar juras de amor!

Desejo estar em teus braços,
num aconchego gostoso,
desfrutar sem embaraços
muitos momentos de gozo!

Estar junto a ti, querido,
poder sentir teu calor,
ter o corpo estremecido
por carícias, com fervor!

Ouvir, feliz, os teus passos
ao acercar-te de mim...
E entre mil beijos e abraços,
tornar as noites sem fim!

Na noite só de alegrias,
meu coração sonhador
vai escrever mil poesias,
sussurrar juras de amor!

Glosando Francinete de A. Ferreira
Gislaine Canales

Traducida por Maria Elena

DESEO...
MOTE:

Deseo estar en tus brazos,
poder sentir tu calor,
y entre mil besos y abrazos,
 ¡susurrar juras de amor!

Deseo estar en tus brazos,
en un confort muy gozoso,
disfrutar sin embarazos
 ¡muchos momentos de gozo!

Estar junto a ti, querido,
poder sentir tu calor,
con el cuerpo estremecido
 ¡por caricias, con fervor!

Escuchar, feliz, tus pasos
al acercarte hacia mí...
Y entre mil besos y abrazos
 ¡volver las noches sin fin!

En la noche sólo de alegrías,
mi corazón soñador
va a escribir mil poesías,
 ¡susurrar juras de amor!

 www.gislainecanales.com

11 - ANDANÇA, CERCAS E MUROS....
Thereza Mattos

Minha estrada é longa e tortuosa
andei chutando as pedras dos caminhos
algumas nem sei porque, guardei comigo
vi árvores frondosas e belas
colocadas atrás de sebes com espinhos
mas não pude sentar-me a sombra delas...

Segui sempre e sempre andando
cansada, mas sempre em frente
o sol minha fronte escaldando
pessoas deitadas na rede
atrás de cercas farpadas
vi muita água límpida e cristalina
mas por preferir ficar calada
não pude saciar a minha sede...

Olhei para todos os lados
agora cansada e transpirando
estava num lindo e imenso prado
ao longe uma cabana acolhedora
com um cachorro e muito gado
a chaminé fumegando
com várias pessoas na lida
com fome, fui me apressando,
mas me negaram a comida...

E assim, passo a passo
cheguei ao fim de minha estrada
nunca no mesmo compasso,
porque me senti cansada...

Colhi flores de todas cores
frutos suculentos e maduros
tudo com as minhas forças
lembrei de todos os percalços
das barreiras e dos muros
de Don Quixote e seus moinhos
peguei as pedras que guardava
pois a gente sempre precisa
de tudo que acha pelos caminhos!

12 - MANHÃS E TARDES
(Humberto - Poeta)
 
Por mais que eu raciocine e mais me afoite
no excogitar as leis da astronomia,
não posso crer que já ao primeiro dia
se fizessem na Terra o dia e a noite.
 
Mas reza a Gênese, sem vãos alardes,
que do primeiro dia até o terceiro,
fosse na serra ou num despenhadeiro,
já houve manhãs e também houve tardes!
 
Supor que houve manhãs sem arrebol,
é aceitar, como sãs, versões sandias!
Jamais se faria luz nesses três dias,
pois só no quarto Deus criou o Sol!
 
Avesso, pois, a esses conceitos perros
de um Pai perdido, que embaralha os fatos,
hei de esgotar meus últimos fosfatos
na busca a um Deus que não cometa erros!

13 - CONCEPÇÃO DO EXISTIR
( ROSE AROUCK )

Viajamos numa nave que cruzou o infinito
e aterrisamos nesse prado repleto de flores;
acomodou-nos um planeta soberano e bonito,
mas que abriga em seu bojo imensas dores.

Existimos como parte de sua natureza,
em bandos formamos colônias de egoísmo,
atravessamos inseguros essa cruel correnteza,
para colher na estação os frutos do excentrismo.

Nada concebe nessa escolha a devoação
e colocamos sempre amor em nossas suplicas;
uma vã filosofia muda em nós a direção
destruindo-nos a fortaleza em fases lúdicas.

Falta de entendimento cala bocas frígidas
imperando idéias de massacres;
vivemos para ser cobaias vivas
De um Deus que nos prende com seus lacres.

14 - CONCEPÇÃO DO PENSAR
Armando Sousa

Em noites em que a imaginação passava
 Juntos aos seios duma mulher linda que nao vi
Meus olhos nao despregavam das curvas; me enleava
Eras tu a mulher do sonho que previ
Meu sonho passava juntos as fendas doces de teu ser
Meus olhos em ti faziam polar meu coração
Guardava ja na mente todo o prazer
Da vida que deveria sair de tua concepção
Os feitios de ti emprenharam meus olhos
Eles lambiam a seiva que o prazer deixa cair
Eu ficava desfeito em restolhos
So em pensar a mulher que nao vi pode existir
Sentia nos buídos da língua o gosto a sal de teu suor
O mana de teu ser me tornava em homem fugaz
Na minha mente serias meu único amor
Eras a mulher que via em sonhos de rapaz
Quantas vezes voamos nos picos das montanhas
Formamos ilhas nas nuvens para nos deitar
Deixava o magno de mim em tuas entranhas
Naqueles momentos de prazer e do sonhar
Estou prenhe de tua figura em forma de violão
coração bate como as ondas do mar em tempestade
será que deste amor haverá concepção.
Se te encontrar haverá entre nos apenas amizade

15 - AMAR É ...
 José Ernesto Ferraresso
 
Olhar com a alma...
Admirar com o coração...
É Contemplar o que é belo.
Ver o desabrochar de uma flor,
Sentir a natureza,
Sentir o vento no rosto,
Sentir o calor do sol.
Meditar.
Pensar.
Decidir.
É estar bem comigo mesmo..
Amar é...Tudo e um pouco mais.
 
Serra Negra
30/05/2007

16 - CONCEPÇÃO...DE UM AMOR
Cássia Vicente
 
De um amor concebia sorrisos largos
cumplicidade, lealdade, compreensão...
 
Para aquele amor concebi meus sonhos
meus impulsos mais secretos
dei-me por inteira acreditando ser real...
 
Daquele amor nasceu uma árvore frondosa
frutos colhidos com delicadeza
sombra larga e farta...
 
Aquele amor cresceu tanto que extrapolou
projetando no ciúme a queda fatal
tudo que havia concebido ruiu...
 
Um amor concebido na alegria
teve seu funeral na dor...
 
Jataí.GO
30.05.07

17 - TEMPO
Renate Emanuele

Tempo, nosso precioso tempo
Que tanto corre e se esvai
Esse tempo que engana e trai
Este que imaginamos tão lento

Esse tempo cruel e mordaz
Que a todos sacode e vigia
Que sobre todos se aninha
Um destino para todos se faz

Mas é esse tempo que sobra
Que faz ainda assim poetar
Neste tempo que o verbo sonhar
Que do tempo o tempo nos cobra

Esse tempo que se vai no espaço
Que gira o mundo, faz nascer
Este que também deixa morrer
Quando alivia de nosso cansaço

É esse tempo que os cabelos tinge
Que nos encontra e sobressalta
Que o cansaço e dores ressalta
com castigos que ao corpo infringe
 
Os sonhos que o tempo realiza
Sonhos que ao pensamento brinda
como posso sonhar neste tempo ainda
Se é desse tempo que em mim finaliza?

18 - CONCEPÇÃO DE NOSSO AMOR...
Edvaldo Rosa

Para Maria Auxiliadora dos Santos

Colocando flores em teu colo,
trago sua cor e seu perfume,
para realçar encanto ao que já é encantado...
Teu colo! Teu corpo! Teu ser!
Onde guardado num canto e em segredo,
pude nosso amor conceber!
Onde cresce e se nutre,
desde a sua concepção...
Alimentando-se de suas emoções,
de sua alegria e de seu pranto,
de todas as forças em seu coração...
E da luz em sua alma,
que calma reconheceu nosso amor
em comunhão com a minha, desde tenra estação!
E dentro de meu corpo que tocas agora, co'os olhos
foi onde concebestes teu amor
guardado entre as minhas melhores sensações...
Nesses corpos que são o meio de comunicação nesta vida,
entre o meu e o seu ser...
Foi por onde encontras-te minha'lma,
e eu encontrei-me com a sua
que desde nosso primeiro encontro
quizeram se pertencer...
E nosso amor, concebido por mim em ti
e por ti em mim é nossa vida e nossa redenção!

WWW.SACPAIXAO.NET
31/05/2007

19 - CONCEPÇÃO
Mifori
 
Ao descobrir o verdadeiro amor
Creio que meus olhos se iluminarão
Cheios de magia, encantos e fervor!
E assim permanecerão
A sorrir num lindo canto de louvor.
 
Mas, se o amor verdadeiro!
Não surgir nem for encontrado,
Não terei por companheiro
Nenhum ser mal formatado,
Até o meu dia derradeiro.
 
Naturalmente, saudoso estará
Meu amor do outro lado
E na espera me acolherá
Com afeto redobrado,
Na eternidade que virá.
 
(SJC: 01/06/2007)

20 - O TEMPO SILENCIOSO
Naidaterra

No meu silêncio ouço vozes
pelos caminhos sem receio das
variações dos tons e nem mesmo em
 mudar inesperadamente minha direção.
Enquanto passa por mim e em mim o tempo
vou recolhendo histórias do chão que piso,
da água cristalina que mata minha sede e
procuro ouvir as árvores que cantam lamentos,
sentem a presença do fim...
O tempo calado só passa deixando marcas
em espaços diferentes sem explicações...
O tempo é só. Tenho pressa.
Meu intento nunca foram as armas,
devolvam-me as fábulas e o remanso
dos rios que um dia já embalaram meu sono...
Busco no dia e na noite a palavra secreta,
uma voz interna no vão da alma...
E o tempo passa silencioso deixando rastros...

junho/2007
São Paulo

21 - CONCEPÇÃO
G@
 
Devo parar um instante.
Partirei para lugares sem fim
Quando voltar, estarei mais forte.
Trarei relíquias em mim!
 
Nessa viagem, de aparente letargia,
Vou em minhas entranhas conceber
Com tamanha e real alegria
O sentido real do meu viver!
 
O poder da mãe Natureza
O brilho do sol sob todos
A pureza das águas infindas
As ondas dos mares ditosos
A luz das estrelas serenas
A imponência dos picos e montanhas
A exuberância das aves multicores
A magnitude dos animais doces ou feras!
A cortina de nuvens do céu
O barulho das risonhas cachoeiras
A frescura das arvores orvalhadas
O perfume de viçosas flores
Tudo que houver assim!
 
Será um instante de concepção
Que devo resgatar agora!
Antes que seja tarde
E o planeta vá embora!
 
Eliana Braga
G@
Campinas/SP/Brasil
02/06/07


22 - CONCEPÇÃO
 Lúcio Reis

Desvirtuamos a concepção da vida
Impregnamo-na com o entendimento do egoismo
Semeamos a semente da duvida
E temos colhido os frutos do banditismo
 
As mãos não podem ser estendidas
Estão para o alto
A comando de uma mira em assalto
Pois as ações de fraternidade foram banidas
 
A concepção da existência da igualdade
A cada dia vem sendo apagada
As guerras deixando com o ódio cada mente alagada
Havendo destruição em massa da fratermidade
 
Não se vislumbra em algum pomar
Frutos que possam tudo modificar
Pois o belicismo com sua onda de destruição
Cada vez mais a raiz do odio faz alastrar-se no coração
 
02/06/07

23 - SE NÃO HOUVER TEMPO
 Célia Jardim

Corro contra o tempo que voa
e na ansiedade das horas que passam
busco cautelosa no momento presente
salvar cada gota de segundo
que o tempo ainda não levou
 
Deles eu faço meu provimento
para num futuro que logo será
não lamentar qualquer perda
que a pressa deste agora
insiste em levar de mim

24 - CONCEPÇÃO
@liosh@**/CIG@N@**

Não fiz-me de rogada
Seguindo a sempre presente
Intuição que grita complacente
Plantei-me como sua amada

 Ao destino arquitetar foi deixado
Absortos mal podíamos imaginar 
Que as tramas insanas , meu amado
Iriam deveras esse amor controlar

Apesar de cruéis e desumanas
Não quisemos nunca entender
Desmentir as vozes insanas
Nem tampouco ao amor retroceder

Portanto neste lúdico idílio
Postamos nossa concepção
Você e eu no amor em exílio
 Cúmplices, historiando a paixão

Bragança Paulista
03/06/2007
22:02h

LIVROVISITAS