VOZDAVIDA

 CIRANDA- VOZ DA VIDA

 LEVE CONSIGO O SELO DE GRATIDÃO

 POETAS PARTICIPANTES 

 1 - Ferdinando

 2 - Marlene Constantino

3 - Célia Jardim

 4 - Lúcio Reis

5 - Cássia Vicente

 6 - Otto

7 - Marici Bross

 8 - Aisha

9 - Augusta Schimidt

 10 - Helô Abreu

11 - Ana Peralva

 12 - Zulay Vargas

13 - Marcos Sérgio Lopes

 14 - Marcial Salaverry

15 - Lígia Antunes

 16 - Ana Clara Ribeiro

17 - Iza Mota

 18 - Marilza Albuquerque

19 - Milamarian

 20 - Penhah Castro

21 - Raquel Luisa Teppich

 22 - Tarcisio R. Costa

23 - José Ernesto

 24 - Vuch@

25 - Pilar Casagrande

 26 - Betty

27 - Maria Inêz

 28 - Sérgio Guedes

29 - Schyrlei Pinheiro

 30 - Sueli Espirito Santo

31 - Joaquim Marques

 32 - Faffi

 33 -Yeda Araujo Pereira

 

1 - VOZ DA VIDA
© Ferdinando

A cintilante manhã acorda a cidade adormecida.
O sol espreita dúbio no horizonte, em olhar sonolento!
Contristado, me encontro no embrulho de olhares frios
em cada rosto feito de apatia como serras de lágrimas,
numa ilusão ininteligível feita de hipocrisias marmóreas.

Suporto no meu peito que chora insistente no magoar
de olhos ternos, olhos de inocentes em delírio como
um majestoso altar de anjos, feitos para penitenciar,
habitando a desilusão na orla de inconfessos olhares.

 Avanço em desvario esbarrando-me em mentirosos muros.
O sol torna-se débil e envergonhado não trazendo
a suavidade do seu calor vencido pela avareza que suja
a vida deixando débeis as forças para caminhar!
Fico frágil diante a continuidade obscura que vence cada dia
a candeia que nunca iluminará as horas mais tristonhas,
enquanto existirem nuvens carregadas de mentiras...

Germany 05.05.07


 2 - VOZ DA VIDA
*Marlene Constantino*

Na ansiedade da espera do amor que vinha
vi na lápide do dia, que se foi, uma inscrição:
"Espere-me num amanhã no seu caminhar"

E a vida vem cavalgando mansa no coração
num trote ritimado de esperança bem vinda.
Faz o sol respirar entre as vozes da emoção
nasce uma estrela que colore o dia vindouro.

Um dia que vem trazer à vida o sabor da paixão.
Um dia de despertar para o amor no meu olhar.
Um dia festivo nesse meu mundo de desilusões.

Na ansiosa espera do amor que vinha, dar alegria,
entre os acasos que faziam das noites, só solidão
molhavam os meus caminhos de lágrimas em vão..
heis que surge a vida a falar da fé no dia seguinte.

^A^Söl*
SP-05/05/2007
BRASIL


3 - VOZ DA VIDA
 Célia Jardim

Acordou a manhã silenciosa, quase em pranto
recebeu o sol como se um estranho lhe fosse
nuvens carregadas de um cinzento triste
tentaram esconder a luz como se compreendessem
 
Foi-se o manto cobrindo toda a terra ainda fria
como a querer preservar o silêncio daquela noite
apagou-se enfim a luz que em vão tentou brilhar
e no desespero choraram as lágrimas companheiras
 
Céu e terra aproximaram-se por um momento
uma mesma angustia unia aquelas faces
talvez num instante único compreendessem
que as dores iam além de qualquer distância

Rasgou-se o véu, apagou a luz do olhar
fechou as portas rumo à última passagem
cerrou os lábios, calaram todas as palavras
sepultando o sorriso que naquela noite adormeceu

BH, 05/05/2007
Brasil


4 - VOZ DA VIDA
Lúcio Reis

O tom da voz está ficando rouco
Quase que inaudível
Posto que o album de fotos do mundo é louco
E ninguem parece não estar sensível

Fala-se que a camada de proteção
Todo dia é jogada no lixo da destruição
E corpos humanos pelas balas perdidas, no chão
Mas, também por projeteis disparados pelo dedo da mão

A voz da vida já não tem quase som
Afogada pelas lágrimas da desesperança
Todos os dias massacrada a lhe aumentar a desconfiança
Pelo aumento da barbarie e que cada esquina muda de tom

Destro-se pela ganância da riqueza imediata
Aniquila-se pelas mordomias, os caracteres dos seres
Atropelam-se poder e procedimentos éticos a qualquer data
Numa inversão total de valores

Mas, a voz da vida mesmo que, quase imperceptível
Não silenciará jamais
Pois ela é a orquestra do bem, do afável e do amável
E nossa atenção persistirá a chamar, mais e, mais e mais

Belém do Pará
Brasil 06/05/07


5 - VOZ DA VIDA
Cássia Vicente

Naquela tarde de outono
quase fria em meio ao forte sol
o vento respondia cm voz rouca
a saudade que eu sentia...

O céu muito azul decorado com algumas nuvens
mais parecia escritura aos meus apelos
incisivos e valentes as aves voavam ao favor do vento
me senti uma delas a voar quase livremente...

O canto dos pássaros se misturaram ao meu lamento
voz da vida em outra vida quer chegar
embeveci minha garganta e cantei você em melodia
na esperança que meu apelo chegue até você...
 
Jataí.GO
06.05.07


6 - A VOZ DA VIDA
Otto
 
Escutem a voz da vida...
Ela chega com o arrebol no amanhecer
Desponta no horizonte
Entre o céu e o mar azul...
Ecoando por todos os cantos da terra
Suplicando aos homens de boa vontade...
Que não destruam a biosfera!
Que não se acomodem!
Que se mobilizem!
Que tenham força e determinação,
E mudem o destino da Terra...
Para que as mentiras e tristezas se
dissipem como as nuvens cinzentas
que encobrem um céu azul...
Para que o sol derreta os olhares frios,
e seque as lágrimas, fazendo com
que o sorriso e a verdade voltem
ao rosto de quem acredita e tem
esperança num mundo melhor,
mais humano e justo



7 - ENTREGO A TI!!
(Marici Bross)

 A ti entrego oh ! Meu Pai, este teu filho,
Carlos, para que tu o abençoes,
Proteja e o recupere totalmente.
A ti meu Pai,
Entrego a minha vida e a minha alegria.
A ti, meu Pai entrego meu maior tesouro,
não o desampare nesta hora,
Estejamos todos junto a ele transmitindo
 A Paz, o carinho, o bem estar,
A recuperação e o nosso grande
E único amor!!
A ti entrego Carlos. A minha vida.
E o meu amor

www.maricibross.com

 
8 - VOZ DA VIDA
by-Aisha

Como em sorriso de criança, vem à vida inaugurando a manhã,
sabe-se querida, desejada, encanto do amor que deseja a paz,
pequena infante diante da noite que em si mesma guardou,
brinda em alegria o novo sol que ilumina o caminho que faz.

Ora fada espalhando magia no bem que a todos abraça,
ora poderosa feiticeira criando os obstáculos a cruzar,
é sempre vida, faceira, amante, guerreira e companheira
ensinando seus passos, fantástico espetáculo que não deixa parar.

Nos momentos de dor, pranto, lamentos que vivi,
acolheu-me em seus braços como a mãe que nada deixa passar,
fala-me das diversas cores existentes no mundo e que não gosto
e da necessidade de muitas vezes não querendo, tê-las que usar.

Uma caixinha de surpresas, repleta de encantos e magia,
é vida que o mundo canta fazendo do presente o hoje onde quero estar,
se bom ou não, alegria é o remédio que nos oferece na graça de ser,
sorrir com a própria vida aliando-nos no que ainda nos resta vivenciar.

07/05/2007


9 - VOZ DA VIDA
Augusta Schimidt

Vida, dádiva divina
Falou-me aos cantos
Deu-me encantos
Oportunidades...

E quando chegou a hora
Do ventre materno
Despontei para o mundo,
Para enfrentar a vida,
Muitos invernos e primaveras,
E um futuro para construir...

O tempo passou implacável
Saudades senti
Sonhos que floresceram... Vivi...
Choros, risos, medos e anseios...

O corpo foi tomando forma,
As lembranças armazenadas
No baú da saudade...
E o tempo foi passando...

 Novas conquistas,
Novos temores,
Novas alegrias,
Novos amores...
E a voz da vida ouvi,

Vida vivida
Missão cumprida,
Lições para serem ensinadas,
Experiências para serem trocadas,
Saudades para serem lembradas...

Campinas/07/05/07



10 - VOZ DA VIDA
Helô Abreu

Naufraguei há muito tempo neste mar de vozes
como se não lhe pertencesse ...
naufraguei porque fui diferente,
longe de qualquer praia ou bóia para me apoiar...

 Naufraguei em mar alto, em alto mar de sal
Buscando a saudade, a liberdade de um pensamento
Renegando tudo que é real
querendo apagar vozes e viver de palavras somente...

Naufraguei há muito tempo neste mar de ilusão!
Neste mar que varre os versos que escrevi:
Nesta ilha de vozes criadas exclusivamente para me aprisionar
onde deixei palavras soltas em praias que nunca vi
onde aprendi que sofrer é te amar...

Naufraguei e morri em mudos gemidos...
Contente por estar ali. longe das vozes em dores sufocadas...
Por ter naufragado nesta ilha de folha branca,
que nunca me deixará solitária e sufocará de meus ouvidos
tuas pobres palavras atordoadas...


11 - A VOZ DA VIDA
ANNA PERALVA
 
A estrada é longa e dura,
no ser quase sempre impuro
sentimento não perdura.
 
Em poças d'águas sujas
boiam ilusões e esperanças
ora em faces obscuras.
 
Num céu sempre silente
olhar disperso e distante,
dor latente e presente!
 
A lágrima concebida,
pensamento que mente
enganando a ferida.
 
Na pedra escura um verde musgo,
barreiras que encobrem imagens
que tanto preciso e busco.
 
O amor sempre adiante,
num sonho pálido e perdido
cada vez mais adiante...
 
Coração lacrou a porta,
não ouve a voz da vida
a minha alma morta...
 
Brasil/ 08/05/07


12 - A VOZ DA VIDA?...
Zulay A. Vargas R.
 
Amanhece, começa um novo dia, eu preferia ter ficado adormecida
tomar café, mesmo ritual cada manhã que se vai fazendo a fogo lento
ritual ou rotina, que ano a ano vai passando, escrevendo o livro da vida
momentos em cores... branco e negro e na grande maioria cinzento.
 
Médio dia, mesmos lugares e pensamentos, peito vazio, ir almoçar
quase a mesma gente, olhos sem mirada, estar e não estar...limbo!
todo igual e com certeza o mesmo sentir que me obriga a bostejar
visto de novo o casaco da desilusão e a trabalhar ao mesmo ritmo.
 
Entardece sem penas e sem gloria, retorno ao mesmo caminho a casa
a meter-me na prisão, na privacidade de meus quatro muros, televisão
jantar, tomar banho, limpezas varias, cantar quase a mesma canção
e a vida restando forças de mudar ou de meter as mão noutra massa.
 
Anoitece... as mesmas noites obscuras, estrelas e a velha amiga lua
e quem sabe, tal vez o telefono chame e com alguém possa conversar
continuar vivendo esta rotina, que mais da?...é a vida minha e a sua
lavar os dentes, pijama, cama, almofada e dormir... tal vez sonhar.
 
Portugal 08.05.07

 
13 - VOZ SILENCIOSA
Marcos Sergio T. Lopes
 
Que voz é essa?
Que me incita...
Que grita dentro de mim!
Longos murmúrios nos meus ouvidos
Fazendo com que eu vá em frente
Não permitindo que eu nunca desista.
Que voz é essa?
Que mostra o sol
Me traz a lua
Me molha com a chuva
Lava minh´alma
Limpa meu ser
Me acalma às vezes
Diante da dor cortante e insistente.
Caminha comigo sempre
E muitas vezes até me carrega em seus braços.
Limpa as minhas lágrima
Leva embora essa tristeza minha.
Ò voz que dentro de mim grita
Nunca te afaste
Fica comigo...!!!
Preciso do teu alento
E assim... Só assim...
Me sentir vivo.
 
 08/05/2007

 
14 - O AMOR MUDA A VIDA
Marcial Salaverry
 
É bom quando algo muda nossa vida,
deixando-a melhor para ser vivida...
Quando surge um novo amor,
dando para vida muito mais cor...
Quando temos uma grande alegria,
mudando tudo naquele dia...
Quando a um concerto assistimos,
e nele persistimos,
tanto bem nos sentimos...
Quando ao cair da tarde,
quase que sem alarde,
sentimos os sinos em alegre repicar,
fazendo nossa alma vibrar...
Quando de nosso amor lembramos,
e com sua lembrança nos acalmamos...
Quando percebemos o bem que o Amigão
fez a nosso coração,
trazendo-nos um amor tão querido,
ainda que à distancia pressentido...
Quando, finalmente,
descobrimos simplesmente,
que vivos estamos,
que somos amados e amamos,
e que vivemos a vida,
exatamente como ela deve ser vivida...
Com toda a emoção de um amor
que está bem dentro de nosso coração...

 
15- A VIDA EM CADA VIDA
Lígia Antunes
 
Auroras radiantes, um sopro indecifrável 
a perpassar insondáveis caminhos!
A Vida!...quão forte, guerreira, venturosa
a laborar pacientemente nossos sonhos!
Neste traçado de torres majestosas
projeta o futuro... Qual será?
Segue firme; não desiste da jornada;
lança a rede de fitas preciosas!
Resiste... enfrenta destemida a derrota.
Pisa as pedras do caminho em seu andar
nada a retirar... é preciso tudo suportar!
Ilumina cada SER; oferece-lhe a urgência do viver,
refaze-o, a cada instante, em sua rota
reveste-o de louros, de vitórias... Quantas glórias!
...É a VOZ da VIDA: a sina de nascer e de morrer!
 
Pelotas, RS,BR
 7.5.07/20h55min

 
16 - VOZES DA VIDA
 Ana Clara Ribeiro
 
 VOZES QUE FALAM,
VOZES QUE CLAMAM,
VOZES, ATÉ, DESPERCEBIDAS...
POSSIBILIDADES SEM LIMITES,
OFERTAS DE SONS DA VIDA...
VOZES GRITANTES COMO QUEDAS D’ÁGUA
EM CACHOEIRAS ESPUMANTES
A ROLAREM NAS RIBANCEIRAS...
VOZES DA VIDA, APENAS, EXALAM
COMO SE CANTEIROS DE FLORES
BRINDASSEM O AR COM AROMA DE PÉTALAS
ABERTAS AO LUMIAR DOS SÓIS...
VOZES DA VIDA, BRAÇOS ESTENDIDOS
COMO OS DO REDENTOR,
NÃO SÓ DE PLÚMBEO MÁRMORE
COMO DE CORAÇÃO ABERTO, QUE,
SILENCIOSAMENTE, FALAM...
AS VOZES DA VIDA NÃO CALAM,
TECEM PONTES SOBRE ABISMOS, UNEM ESPERAS,
 DÃO PASSAGEM ÀS EMOÇÕES
TRANSPORTAM-NAS À MARGEM OPOSTA...
VOZES DA VIDA, GRITOS DE ESPERANÇA,
PEDIDOS...ÍNTIMOS DESEJOS,
PRECES –DONS GRATUITOS –EM BUSCA DE PAZ...
VOZES...
DO VENTO, AÇOITE DE FRIO CORTANTE.
VOZES...
 DO ALENTO, DA DOCE CANÇÃO.
VOZES...PRESENTES... CONSTANTES...
DA NATUREZA...MURMÚRIOS DE DEUS!


17 - A VOZ DA VIDA
Iza Mota
 
A vida seguia sem cor
dentro do peito só dor.
Sangrando-me onde for
 o silencio do desamor.
 
A vida seguia sem interesse
morria sem que percebesse
Me deixando levar nesse
marasmo do desinteresse
 
A vida voltou a me sorrir
da escuridão comecei a sair
teu choro e riso pude ouvir
a voz da vida me fez reagir.
 
Recife-PE - Brasil
www.izamota.recantodasletras.com.br
 

18 - A VOZ DA VIDA
(Carvalho Branco)
 
 Escuto, em mim, um grito de alegria...
Em algazarra, curumins desfilam...
Tocam fanfarras ao nascer do dia.
Estrelas matutinas cá cintilam...
 
 Vozes da vida vibram no meu ser...
Vozes que gritam, cantam “Aleluia!”
Vozes que me incentivam ao viver,
Vozes tupis, tupiniquins, tapuias...
 
 Talvez no antes fossem elas mudas...
Ou talvez não, seria eu a surda...
O que importa é que a esse grito acudas,
 Sem implicação maior e absurda...
 
Vem, pois, viver comigo esse prazer,
Vem participar dessa minha vida...
Escuta a voz da vida a te dizer:
- Vive esse amor, que quer te dar guarida!
 
Abro meu braços pra te receber.
Em minha alma, já preparei teu ninho,
Já que o meu ser é parte do teu ser,
 Meu corpo espera pra te dar carinho!...


19 - A VIDA
Milamarian
 
Orvalha glórias, prantos e encantos
aterrissa nas asas de amor e dor
autografando os rios em rubra cor
e cada dia reverdeja aquele manto.
 
Alterna entre o bem e o mal exposto
em palavras e actos administrados
nas sendas das vitórias ou do pecado
ao deitar outro verso sem endosso.
 
Austera! Modera segredos e quimeras
intercalando em metáforas alvas flores
no tempo-espaço onde o traço reverbera,
 
e estremece assim os veios murmurantes
das almas transparentes que nos alvores
pincelam gotas e prosseguem sem o antes.
 
Japão em 11.05.2007

 
20 - VOZ DA VIDA
by Penhah Castro
 
Ouço constantemente
uma voz que me faz contente...
Uma voz que parece sempre me incentivar
para na vida um eterno doar....
Uma voz que me impulsiona a querer,
a lutar, a ter sempre esperança
de meus sonhos realizar...
Uma voz inspiradora
que me faz portadora
de esperança & de amor....
 
Ouço também uma voz
que chama sempre à consciência
das maldades que estão presentes
quando o bem está ausente.....
São desafios de quem se comprometeu
a realizar e resolver os problemas
dos que confiaram em seus temas...
São vozes de pessoas irresponsáveis
que esquecem a sua missão
e, seguem desfrutando do trabalho dos irmãos...

 
21 - AMOR NA AREIA
Raquel Luisa Teppich
 
Deitados na areia, ardentes!
palpitamos os nossos delírios
de apaixonados amantes.
 
Cegos às voragens do universo.
Assemelhando-nos aos animais
desfrutamos em plenitude nosso frenesi.
 
Nosso desvairado amor
rapidamente decorreu...
 
Ficaram apenas como lembrança
um fugaz amor na areia,
que em pouco tempo feneceu...
 
(C) Raquel Luisa Teppich

 
 22 - VOZ DA VIDA
Tarcísio R. Costa

Eu sou a beleza da floresta,
Eu sou a alegria, eu sou a festa
Dos passarinhos cantando,
Eu sou o mar clamando,
Sou o silêncio do deserto.

Eu sou a vida feita de encanto,
Que ri, que chora, e sente dores,
Eu sou a beleza e a alegria
Que inspira a fazer poesia,
Uma mistura de cores.

Eu sou o céu beijando o mar,
Lá, onde fica o horizonte,
Eu sou pureza das fontes,
Eu sou o cantar dos passarinhos,
No silêncio dos montes.

Sou um viver de encanto e maestria,
Sou o conjunto da beleza das cores,
Sou manhã, sou tarde, sou o dia,
Comigo convive o colorido
Da beleza das flores.

Sou a euforia, sou a tristeza, sou a dor.
Sou para os poetas o encanto e a beleza,
Sou o berço de um mundo de contradição,
SOU A VOZ DA VIDA, dádiva do Criador.

 
23 - UMA VOZ
José Ernesto Ferraresso 
 
Nessa vida tudo nos abala,
Pensamos, refletimos e nossa voz se cala,
Temos medo, angústias, assim mesmo demonstramos amor,
Amor que às vezes transforma em desamor.
 
Esta vida é cheia de incertezas,
Que tornam nosss atitudes presas,
Não conseguimos defender, nem atender,
Isto é ruim e nos faz sofrer.
 
Travamos uma luta incessante,
Nossa vida segue adiante,
Trazemos no peito sofrimento e dor
Não conseguimos nela colocar o amor.
 
Insatisfeitos, sempre pressentimos,
Que a vida é vaga e inexistimos,
O indefinido não é contraditório,
Os momentos, o tempo, segundos, os dias , são notórios.
 
A incerteza em nós desatina
Transforma e nos consome essa sina,
Na vida sabemos que tudo passa
E não há nada de bom que se faça.
 
A realidade existe,
A verdade inexiste
Pensamos mais com a razão,
Não damos oportunidade à emoção.
 
12/05/2007
Serra Negra

 
24 - VOZ DA VIDA
Vuch@
 
Vida, me chame á luz
abra meus olhos
e os leve ao céu.
Guie meus passos
com a esperança,
oriente meus tropeços
em direção ao mel.
Vida, me acorde deste sono
aonde amorfa me encontro
sem rumos e sem vontades.
Me desperte as pequenas vaidades
acorde os pecados meus.
Vida, vida perdida,
me chame com sua voz,
me leve á vida!
 
17:36
Cotia-12/05/07
¿!\Vûchynh@®
http://br.geocities.com/intensa2006_br/index.htm

 
25 - A VOZ DA VIDA
Pilar Casagrande
 
Meus versos vão enchendo o papel.
Ergo a cabeça e vejo, pela janela,
Bambus que balançam ao vento.
O som do balanço dos bambus
É como voz harmoniosa de uma fonte
De onde provem toda vida.
Os versos, na folha branca,
Parecem brotos espalhados.
As rosas precisam de sol,
Nós mulheres precisamos de amor.
Para meus versos, preciso apenas.
Do balanço dos bambus:
E eles são eternos, eternos...
 
www.clirc.com.br
 

 Con todo mi cariño
 Besos del alma
Betty

 
26 - LA VIDA......
 
A lo largo de mi vida, he conocido muchas
clases diferentes de personas.
 
He conocido hombres sensibles y cariñosos,
 y hombres crueles y calculadores.
 
He conocido mujeres sinceras y honestas,
y mujeres celosas llenas de odio.
 
He visto sonrisas llenas de mentiras
y lágrimas empapadas de verdades.
 
He compartido tiempo con los que me han necesitado
y he estado sola cuando lo necesitaba.
 
He estado relacionada con personas que eran soñadoras pero no ejecutivas,
y con otras que hacen promesas pero que jamás las cumplen.
 
He aprendido a comprender todas esas personalidades
y a evitar a aquellos que traen tristeza a mi vida. 
 
Mi alma desea encontrarse con los que todavía
creen en las verdades de la vida, honestidad, 
sinceridad , compasión y de verdadera amistad.
 
Pero, sobre todo, ansío conocer a esas pocas personas
que realmente saben lo que es el amor
 y como ser una persona amorosa de verdad. 
 
Anhelo encontrar un lugar en el que la gente pueda reunirse
y conversar acerca de las cosas que importan,
tales como ser amigos y preocuparse
 por los sueños en los que todos creemos.
 
Anhelo un tiempo en el que la amistad
y el amor sean la parte más importante
y la mejor de nuestras vidas.
 
 
 27 - A VOZ DA VIDA É A VOZ DO AMOR
MIFORI GLOSA JÔ
 
SE O CORAÇÃO ESTÁ TRISTE
Mas o seu amor não morreu
Lembre-se de que existe
Algo a que não recorreu.
 
Não desanime agora
EM VIRTUDE DE ALGUMA DOR
A tristeza vai embora
Volta sempre o resplendor.
 
Sem aparentar temor
Sem se deter à lembrança,
ESCUTA O GRITO DO AMOR
Caminha com a esperança.
 
Viva bem a sua história
A qual feliz persiste
Como num grito de glória
DENTRO DE TI EXISTE

 
28 - VOZ DA VIDA
Sérgio Diniz Barros Guedes
 
Uma palavra
se desprendeu
dos seus lábios
no silêncio
da sua imensidão,
assinalando os desejos
na flexão da voz,
livre!
 
sérgioguedes2gmail.com
http://br.geocities.com/sdbguedes

 

 29 - VOZ DA VIDA!
Schyrlei Pinheiro
 
Sem lamentos.
Não posso ser fiel a você,
ferindo a razão do meu ser.
No teu caminho,
tenho dupla jornada,
que me leva a sonhar, sem limites.
Imputo-me o desafio múltiplo
das escolhas mutáveis das cores.
Do passado,
não guardo os rascunhos amassados;
no presente,
vibro com o perfume que evapora,
e, do futuro, faço uma fantasia,
em que a espera brinca
com o além da imaginação.
Não posso ser fiel a você,
ou a um principio,se, meio a tudo,
procuro afastar-me do fim, lógico,
e tão insano quanto o meu amar,
que nasceu, cedendo a ti o direito
de, livre, partir, sem pedir
volta pra mim.
 

 30 - VOZ DA VIDA
Sueli do Espírito Santo
 
Passaram-se tantos anos
 enganos, muitos desenganos
mudaram a minha aparência
mas a minha alma não mudou
como se o tempo não passou
continua lá na adolescência
calma, mansa, toda comovida
continua a ouvir a voz da vida
ainda clamando em sua essência.
 
http://www.sue2001.recantodasletras.com.br


31 - VOZ DA VIDA
Joaquim Marques
 
A madrugada vai esvaiecendo, paulatinamente;
os primeiros raios de sol aparecem, e o dia alvorece
 iluminando a terra, os mares, os vales e os montes...
 Ouve-se o canto do galo, o murmúrio das águas nas fontes!
O bulício urbano da cidade que acorda é incessante...
 
Rostos crispados se cruzam denotando canseiras
infindas, que terão que enfrentar em mais um dia de luta,
para angariar através da labuta, o sustento essencial...
Que, inúmeras vezes, de uma maneira intrínseca,
nem dá para alimentar sua familia de maneira formal.
 
É a voz da vida! Que que ecoa em todos os recantos!
Nas cidades, nas vilas, nas aldeias e até nos campos,
Voz que sai da boca de qualquer pessoa como prantos
os quais, denunciam inúmeras vezes seus segredos,
 seus encantos, desencantos e também seus medos...
 
Em tudo que nos rodeia a voz da vida está presente!
Voz da Natureza! Voz da criação; dos pássaros seu canto!
Até nas rugas de um ancião, no olhar de uma criança,
ela se desvanece... Ela nasce, cheia de esperança!
A vida sem voz, jamais será vida... Mas apenas pranto!
 
Portugal
15-05-07


32 - VOZ DA VIDA
faffi
 
De repente escureceu,
uma tempestade desabou do céu..
e na senzala fria e úmida
um choro profundo se fez ouvir
Era a voz da vida se pronunciando
uma criança chegando
para mais tarde ser um rei
e ajudar seus irmãos
na luta pela liberdade do seu povo.
Liberdade, voz da vida!
que fez o mundo mudar de cor,
o céu ficar mais azul, a lua mais brilhante
as estrelas cintilando adormecidas...
e um eco se faz ouvir nas senzalas
onde por muito tempo faltou pão,
faltou água, faltou vida!
liberdade, liberdade, liberdade!
O rei já se foi, mas o seu ideal
ficou no eco da voz da vida.
Hoje somos todos iguais,
somos gente que faz,
somos o eco de um passado distante.
Somos a voz da vida!
 
faffi / Silvia Giovatto.


33 - VOZES DA VIDA
 Yeda Araujo Pereira

Não quero ouvir palavras!

Quero apenas
o notável silêncio das imagens...

Quero o som da natureza
sem disfarce...

Quero a mensagem dos ventos...
O rumor da cachoeira...

O sussuro das águas...
O grito das gaivotas
deslizando sobre o mar...

Não...Não quero palavras ...
Quantas vezes o falar diz pouco ou nada!

Quero o silêncio que fala...
Quero a voz de cada olhar...

Quero o som das emoções
dentro da alma...

Quero a linguagem muda dos amantes...
nos olhares...
nos beijos...
nos afagos...

Porque falar?
 
Ouço vozes da vida
sem palavras ditas...
Não me fazem falta!

yedaap@hotmail.com
Pelotas/RS/BR

 

rosadourada