CIRANDA - VEM COMIGO

POETAS PARTICIPANTES

1- FERDINANDO

2- CÉLIA LAMOUNIER

3- JOSÉ ERNESTO

4- MARIA THEREZA NEVES

5- ERVIN FIGUEIREDO

6- MARY JENNY

7- LULI COUTINHO

VEM COMIGO...
Ferdinando©

Amor vem comigo, dá-me a tua mão
Seguiremos na procura do futuro
No distante onde o etéreo seja puro,
Sem dilúvios de medo ou ilusão...

Subir atalhos árduos como o tempo 
Onde começa o ocidente da vida,
Coração de uma freira já esquecida
Sem o calor do sol , e sem convento.

De nada vale o fementido Universo
Se nós juntos calamos num só verso
O tumulto incendiado da tristeza...

Viveremos na pousada dos desejos
O nosso pão, será feito só de beijos
E o amor será sempre a nossa mesa!

Germany 26-01-13


2- Auroras e alegrias
Célia Lamounier de Araújo

Não me espere, amor,
venha buscar-me
pois que a aurora em breve
pode se acabar.
A vida é curta
e eu estou sozinha
cansada de sonhar.

Não me espere, amor,
venha acordar-me
quero correr na areia
viva e solta
o céu alcançar
em suas mãos, rejuvenescida
por seu olhar.

Não me espere, amor,
venha depressa
viver comigo as noites
madrugadas e dias
pois que o nosso tempo
deve ser vivido
feito de alegrias.

http://www.celialamounier.net/aurorasealegrias.htm


3-Não Me Abandones...
José Ernesto Ferraresso
 
Não aceito, nem perdoo,
não tente reclamar, indague...
Não fique inerte, faça tudo
e sua alma se encontrará.
 
Sem destino, não irá ficar
não precisa suplicar.
Pense, medite , analise
então, não irá me deixar.
 
Não se vá , nem se enclausure
não vou deixá-la seguir ,
Seus caminhos sem destino
porque tem muito para conquistar.
 
Não me perdeu, pense em si mesma,
que essa tristeza lhe fará mal,.
Se não me aceitar de novo
tudo poderá se findar.

Viveremos um para o outro,
sem ao menos nos preocupar.
Nossa sina está traçada
para nunca me abandonar.

Serra Negra/SP
28/01/13


4-Sou o teu poema...
Maria Thereza Neves

Que abre as portas do coração ,
Tuas janelas ,doces manhãs fascina ,
Lateja nas veias da noite com emoção.
Sombras que misturam, lua que alucina !

Sou os versos tecendo rendas,magias
Com insanas , insensatas loucuras ...
Acordando carícias todos teus dias,
Rimas com lembranças tão maduras!

São minhas,nossas palavras macias,
Sensuais, incendiavam como fósforos,
Queimavam com beijos, peles e poros.

Hoje, o relógio repete as horas ,
Traz de volta os tempos de outrora,
Os finais momentos de aurora ...


5-POR MUITO TE AMAR

E muito já caminhamos no amor,
Em doações e sentimentos, sim,
Dividindo a emoção, nosso calor,
Cada momento da gente é assim.

Eu te amo tanto quanto me amas,
E numa quase simbiose do sentir,
Pressinto até quando me chamas,
Podendo responder sem te ouvir.

Assim te amando quero continuar,
Enquanto eu viver, poder te amar,
Fazer de minha vida esta oração.

E nada me faria então me afastar
Da maneira de você me conquistar,
E por em suas mãos meu coração...

Ervin Figueiredo


6-INCERTEZA
Mary Jenny

Seguirei nas ruas da incerteza
Onda a vida nasce sem calor
Levarei o pão a cada mesa,
E ás casas pobres o amor.

Eu serei a luz do teu caminho
E alento para o teu querer
A brisa que chora de mansinho
Fala pelo monte o seu sofrer

Nas horas cansadas pela estrada
Está a alegria da vida caminhada
Onde louca adormecia para te ver

Nossa aventura não chegou ao fim
A nossa façanha não acaba assim...
Ficariam tantas letras por escrever!



7-Quando Trazes Teu Amor!
Luli Coutinho

Quando trazes teu amor!
Nas noites quentes azuis de veludo
E o silêncio toma conta dos ares
O coração fica mudo
O mar, o vento, os luares
Fazem-me recordar tudo!

Quando trazes teu amor!
E o coração tece no ar alegrias
Remove emoções, faz-se canção
Canta amor às nostalgias
Refaz-se em vida, delicada cor
Bordando o meu corpo alegorias

Tudo se move em amor
Um fio de céu, um róseo raio de Sol
O corpo desnudo exalado lis
Renova caminhos salgados, dor
Beleza aos olhos, delicada lágrima
Ao raro sentimento de contigo ser

És horizonte dançarino, faz-me seu par!
Ao voarmos alto em caminhos coloridos
Que abraçam, beijam nosso ar
Às nuvens acariciantes de algodão
Às bolhas de espumas furta-cor
Penetrando nossos corpos à exaustão

Compositor da minha rima
Do viver e do poder ser tudo sagrado
Ao esculpir nossas vidas ao diferente
És meu pai, irmão, amigo, amante
Colorindo o destino às vezes incerto ou certo,
Quando trazes teu amor!

São Paulo - SP
www.lulicoutinho.com


 
 
 

amor