CORTINAS DO VIRTUAL 
Ferdinando©
 
Vesti a promessa de saudade
Na rota que a vida me ditou,
Levantei o punho da verdade
E o mundo virtual protestou.
 
Fui mendigo e pedi a dignidade
 Sentimento que nunca se gerou...
E num sorriso feito de vaidade
Tudo caminha como começou!
 
Na mudez salgada de Universo,
Não se iluda a palavra como gesto
Nem se tente ancorar uma paixão.
 
Que a nossa vida figure mais real,
E o carácter seja a voz universal,
 Como o canto virgem da razão... 
 
Germany 07-02-10