DE OLHOS FIXOS
Ferdinando©
 
Caminhamos perdidos com o tempo
Como o rio que esqueceu a sua foz,
Disfarçamos sorrisos como o vento,
Desdita de quem chora sem ter voz...
 
Cada dia voamos sobre os sonhos
Como sol escondido entre o rochedo...
A noite diz mistérios mais medonhos
Que a incerteza dos dias, e do medo.
 
Apetece-me voar de crença erguida
Estender os braços, e extasiar a vida,
Abraçar a infinda calma da verdade...
 
Que a noite já não faça a cama fria,
E o olhar que imutável nos vigia
Incendeie só o amor e a caridade...
 
Germany 28-02-11