DESEJO 
Ferdinando©
 
És urgência de amor entre o anseio,
Nas horas dos teus lábios de romã,
No olhar do teu riso eu me faceio...
Como estrela quedada na manhã.
 
 Ateias no meu peito a luz da vida...
Em toda a largura do meu olhar,
Que oscilava no longe já perdida,
 Ou chorava tristonha com o mar..
 
Apetecido o teu corpo de sereia...
Enchendo de loucura a minha ideia,
Sobre o azul versátil do teu peito.
 
  Na noite, ante a amplidão dos medos...
Jurando amor, enchi-te de segredos
Que ficaram no macio do teu leito !
 
Germany 16-09-10