FALSO VIVER
©Ferdinando

A janela da vida salpicada pela chuva impiedosa,
adorna o meu triste cantar, nas horas incertas!...
Sinto-me deter, pela saudade que ficou chorosa
nas horas gravadas, no passado ainda discretas.

Cósmico alicerçar que molda a idade num irreal!.
Carrego nadas de verdades nascidas no tempo,
onde a vida canta falsidade, em império desleal!
Sonhos onde a alma coabita em horas sem alento.

Somos o grito pela escondida, em trémula liberdade
anseios magoados sobre as nuvens da saudade,
das horas falecidas, nos carpidos sonhos louros...

Todo este mito em algemas... cenário de mentiras,
onde os ideais vagos se vestem em horas floridas!
.................................................
Haste dos ventos, em sorrisos de tesouros!!

Germany 03-03-08