FUTURO

Ferdinando©

 

O dia se molda magoado,

Nas horas onde tudo vai morrer...

Escuro do tempo caminhado

Que cala o passado pra esquecer.

 

O ventre do silêncio já cansado,

Nos promete o amor sem não o ter

Como cinza de um lume já apagado...

No passear do sol  sem nascer.

 

No distante onde a vida desfalece

A esperança cansada, emudece

Nos lábios que dizem primavera!

 

Tudo acaba como começou,

Em cada geração que se inventou

Nascida da renúncia de outra era.

 

Germany 29-03-09