HIPOTECA

Ferdinando©

 

Somos caule que o tempo vai secando!

Hipoteca que nos prende em cada dia

Como juros que o tempo vai cavando,

Entardecendo o horizonte em fantasia...

 

Penhorados, somos rio caminhando

Sobre leito onde dorme a pedra fria

Leva os sonhos que vão fantasiando,

Em gemidos, no vento que fugia.

 

Tempos de sombra, em glória cansada

Filhos da mentira, na vida caminhada

No nada, onde o distante faz miragem

 

Haverá corpos chorando em cada canto

A hipoteca se vai rir,  do nosso pranto...

Ao fazer da nossa vida uma passagem!

 

Germany 22-04-09