INCONSISTÊNCIA
Ferdinando©
 
Os anos passam moldando a vida,
Em paisagem de negrume e solidão...
Noite que traduz a estrada colorida
No versejar mais triste da ilusão.
 
Campeia o luto na hora da partida
Sobre a apatia de um olhar em vão,
Gaivota nos rochedos escondida
Sobre o mar, em ondas de algodão.
 
Calçada nua, em estrada do porvir
Em ânsia sempre azul de descobrir,
O olhar que indague uma ventura.
 
A paisagem seja a orla da  bonança,
E o sol que no legue como herança
Um calor que desenhe só ternura!
 
Germany 03-07-09