INDEFINIDA ESSÊNCIA
®Ferdinando
 
Viajamos em Universo onde choram medos!
 Dúbio alento no campo triste da esperança,
 histórias de cardos que sabem a segredos!...
Júbilo de glórias, que a vida nunca alcança.
 
 Filhos de um etéreo sabendo a chumbo
em ventos magoados como a incerteza...
bruxas que enfeitam seu corpo imundo:-
- engravidando  nossos olhos de tristeza!
 
Imprecisa raiva que nos morde inclemente,
em mascara de pasmo que baila permanente
nas margens cerradas... como incertos dias.
 
Somos brisa desvairada, em aleivoso alento
pão feito de avareza, em boloroso formento,
como a miséria feita em antro de magias...
 
Germany 19.03.07