LUGUBRIDADE
©Ferdinando

Amarelecidos dias na paisagem do passado
vagueiam hoje no vigor do tempo presente
em sonho que vivo triste e magoado
no caminhar do tempo, em brado eminente.

Fiquei inerte nas asas da saudade, iluminado
aquecia a ternura de um amor fervente
ficado ainda no vulto de um olhar finado
feito sombra pendurada, em grito demente!

A vida ficou em murmúrio indagado...
como lamento de um rio que caminha cansado
nascido em cada sonho nas colinas da fantasia.

Debruçadas saudades no tempo caminhado
ficadas para tingir o meu ser amargurado...
maciez dos meus sonhos, ficados em magia!

Germany 20-10-07