MANHÃ CINZENTA
Ferdinando©
 
Forra-se de crença cada vida,
Avermelha o olhar da alvorada
Agita-se a cidade incompreendida,
E a calma se torna magoada!
 
Cada olhar se veste de granito,
E as frias pedras da calçada...
- Choram dolentes num só grito
Qual o vento nas urzes da jornada...
 
Trazes só promessas sem futuro,
Plantas o sol triste atrás do muro,
E as aves abandonam os trigais.
 
A esperança cansada desfalece,
O resigno exausto adormece,
No letargo gelado dos beirais!...
 
Germany 06-05-10