O QUE NÃO VIVEMOS

 

NA MANSIDÃO DA ALMA DOS POETAS