MENSAGEM DE UMA LÁGRIMA
© Ferdinando

No veludo dos teus lábios... habita ainda
uma saudade, por detrás dos tempos idos!
O teu olhar é a fogueira que cintila infinda...
esses sonhos de amor – jamais esquecidos!

Nas atrevidas manhãs... feitas primavera,
ocupam ainda nossos sonhos cor de mar...
nevoeiro que respira o passado, que impera
silencio onde mora!... O distante do teu olhar.

Na verdura do tempo, em fugaz razão do ser,
que não deixa a voz no distante emudecer...
dilúvios de horas que desenhamos Universo.

Reside ainda, na voragem meiga do tempo!...
Silenciar que fala mais profundo sentimento...
– mensagem de uma lágrima, chorada neste verso!... –

Germany 04-02-08