MENTIRA
Ferdinando©
 
O nascente inventa dias de futuro
No lamento da cigarra escondida,
Pedras negras, traçam nosso muro
Onde a verdade chora comovida!
 
No céu de sonhos em desejo puro
Ficou somente o credo feito vida
O olhar da noite fica mais escuro,
E detém a nossa crença desmedida.
 
Fazes porto, no longe do nosso olhar
Onde chegam nossos olhos a chorar
Na caminhada incerta dos beirais...
 
O pedestal da verdade está distante
A promessa é uma mentira difamante
Que adormece os dias sempre iguais.
 
Germany 29-09-09