NESSA ERMIDA
©
Ferdinando

Quando um dia nos olhamos nessa ermida
no alto distante que espreitava o mundo
rolou em teu rosto uma lágrima atrevida
acompanhada de um soluçar mais fundo!

Caminhas-te ao meu encontro indecisa
num desejo terno em horizonte fecundo
como quem procura o beijo que precisa
atras da vida, no silencio mais profundo...

Nessa jura perante a paisagem da esperança
nasceram desejos fulgurantes de bonança
no choro calado, sobre montes e quebradas...

O amor é a luz nas janelas do Universo
na forma de um cântico ou de um verso
sedosos sonhos, em promessas libertadas!!

Germany 25-11-07

 

RODA