O SONHO QUE DEVOLVO 
©Ferdinando

Esperavas-me nesse tule de desejos
como noiva junto ao altar em anseios ferventes
em seres minha, em amor que enche o mundo
vestida de sonhos alvos e grinaldas puras,
como a cama de sedas de todos os amores
no olhar das estrelas, vida habitando teu espaço!...

Essa espera em gesto anónimo de grito como
 síncope, vibra em teu corpo quente como a alma...
eu sou a harpa no vértice do espelho onde te viso
nas horas dóceis, profetas palavras em montanhas
no brilhar da noite em cada minuto que respiro...

...fica na cratera acesa como a fragua do teu beijo
em horas feitas eternidade gritante em cada minuto,
das horas dos dias de ontem, que são o amanhã de hoje
e celebridade desse afigurar, evasiva alucinação,
  que eu usei em sonho, que te quero devolver...

Germany 17-01-07

 

rosadourada