OUTROS DIAS
Ferdinando/Mary Jenny
 
Embrulhei meu passado nas horas do presente
segui atalhos árduos como o tempo
nas distâncias de memórias que não morrem
de um navegar errante, no ventre dos espaços
entregue ao vento hostil das minhas esperanças...
 
Esquece o teu passado, e esse caminho triste.
Caminha em frente em busca do futuro
não sejas mais errante como o vento
olha o sol que nasce cada manhã.

 
A vida atraiçoou minhas memórias sorridas
adulterou os meus sonhos de haver sol
dando-me o cinzento espaço, em que habitei...
onde o amor foi parcela inexistente
como caminhar para o abismo entre brumas.
 
Não te sintas atraiçoado, pois a nova vida
te trará a felicidade que sonhas-te outrora
e o cinzento espaço se fará azul como o etéreo
nos caminhos mais tristes de teu passado.

 
Espero que o aflorar do novo rumo seja coragem
numa medusa brotando uma nova existência
onde o raiar do sol, e o brincar das estrelas
me cheguem como o cantar das ninfas do distante
para esquecer os dias que mendiguei mentiras...
e encontrar-me a sós comigo mesmo!...
 
Que tenhas a coragem que mereces como homem
na nova existência que desejas, eu serei o teu arfar
serei tua alegria, e a ninfa que desejas no distante...
carregada de amor para te ofertar, numa vida
onde nos vamos encontrar eternamente....
Amo-te!

 
Germany 17-09-07

ESTRELAAMARELA