SEGREDO

SEGREDOS DO MAR
© Ferdinando

Meu olhar lúbrico caiu sobre o teu corpo
lentamente, e na posse desse instante
imaginário...desnudei-te lentamente
fazendo-te minha, ante o caminhar da brisa...

Teu corpo era o mar, que eu naveguei
imaginando os teus braços serem remos
sobre o azul afável da tua pele sedosa ...

Nós os dois enchia-mos a praia!... Em silêncio
o mar beijava os teus sedosos cabelos
em espumas leves, num tocar terno e macio
como beijos silentes, em inflamado desejo.

Sobre a rocha ante a imensidão dos longes
ali sonhamos, até que a cortina da noite calma,
trouxe o cintilar das estrelas que nos fitavam
escrevendo nas ondas, nossas rasgadas juras!!

Germany 17-11-07

 

POMBINHAS