BLOCO II

TROVAS - TREVO DA SORTE I

1 - Ferdinando

O trevo nasce no prado
Sem ninguém o semear,
A sorte não é mercado
Que se consiga comprar.

2 - Bernardino

A semente da verdade,
não importa onde é plantada,
germina amor e bondade,
tenha ou não tenha invernada.

3 - Suzete Duarte

A sorte não é mercado

P'ra trevo, nem p'ra ninguém,
Não vende, nem dá fiado,
 Só o destino a detém...


4 - Helena Luna

A sorte já está marcada
desde a hora em que nascemos.
Não, não pode ser mudada:
temos a que merecemos.

5 - Mary Jenny

Fui o trevo procurar
E regressei de fé morta,
E fui agora encontrar
Minha sorte ao pé da porta.

6 - Tarcísio Ribeiro Costa

Bom dia, tenha dia lindo,
De amor; luz e alegria,
Desde a manhã ao dia findo,
A hora da Ave Maria.

7 - José Ernesto

A flor nasce no jardim,
À espera de cativar.
Símbolo do amor pra mim,
Para meu amor ofertar.

 8 - Benedita Azevedo

O prado cheio de trevos
com flores rosa ou lilás,
a sorte pra ter relevos
é só corremos atrás.

9 - Marilú Santana

O trevo que traz o medo
Ao caminho no andar
Faz do doce o azedo
Na arte de cada olhar!

10 - Virgínia Maria

Oh! meu jardim dourado,
flores valsam aos ventos,
o trevo da sorte é lançado,
num jogo dos sentimentos...