UM VELHO
Ferdinando©
 
Sentou-se um dia a meu lado,
Sobre o anoso banco da cidade
Um homem triste e mal trajado
Seu olhar, pedia pão e caridade.
 
Meditei naquele rosto já cansado,
Como se  a vida a chegar ao fim
Carregando um resto magoado,
Como flor secando no jardim.
 
Depois de uma esmola lhe ter dado
Me disse triste, em jeito desolado:
Sou a sombra do sol que não vivi
 
Não sou livre sequer pra mendigar
Tenho a cama na calçada do luar,
E no meu saco um livro que já li...
 
Germany 09-10-11