VEM COMIGO...
Ferdinando© 
 
Amor vem comigo, dá-me  a tua mão
Seguiremos na procura do futuro
No distante onde o etéreo seja puro,
Sem dilúvios de medo ou ilusão...
 
Subir atalhos árduos como o tempo 
Onde começa o ocidente da vida,
Coração de uma freira já esquecida
Sem o calor do sol , e sem convento.
 
De nada vale o fementido Universo
Se nós juntos calamos num só verso
O tumulto incendiado da tristeza...
 
Viveremos na pousada dos desejos
O nosso pão, será feito só de beijos
E o amor será sempre a nossa mesa!
 
Germany 26-01-13