VÍTIMAS DA VIDA
Ferdinando©
 
Do tempo nascem séculos a conversar,
Com a idade que semeia a pobreza...
O pranto, é a bandeira em cada olhar
Hasteada sobre as brumas da tristeza.
 
Desfilam mentiras, para nos vergar
Rasgando a verdade e a beleza,
Anoitecem e madrugam com o luar
E ficam todo o dia à nossa mesa!
 
Quando o vento chora com as fontes,
Os Profetas falam a olhar os montes,
Na espera que a concórdia vá nascer...
 
A amizade está no dia que não vem...
- Pois de nada, vale aquilo que se tem,
Se não temos a liberdade de o viver!
 
Germany 29-04-10